Descubra o que pode ser levado a sério ou não sobre amamentação

O momento da amamentação pode ser uma forma maravilhosa de criar laços de afeto entre mãe e filho. Porém, a falta de informação pode gerar alguns mitos que costumam causar confusão e insegurança, além de desestimular muitas mamães nesse processo. Descubra o que pode ser levado a sério e o que não passa de mito na hora de nutrir o seu bebê:

1 - Silicone atrapalha a amamentação.

As cirurgias nos seios não impedem a mulher de amamentar, desde que durante a cirurgia sejam preservadas as estruturas das mamas.

2- Cerveja preta aumenta a produção de leite.

Não existem evidências que comprovem que o consumo de determinada bebida aumente a produção de leite. A mãe que está amamentando deve tomar bastante líquidos para garantir uma boa produção de leite, mas bebidas alcoólicas são contraindicadas.

3 – Algumas mães produzem um leite mais fraco

O leite materno sempre possui os nutrientes necessários ao bebê, e todas as mulheres, são capazes de produzir este leite. Então, se a criança mama regularmente e está ganhando peso, a mãe pode ficar tranquila.

4 - O tipo de parto interfere na amamentação

Todas as mulheres podem amamentar independentemente do tipo de parto. O que pode acontecer com aquelas que tiveram parto cesariano é que as restrições de mobilidade e as dores podem atrasar a descida do leite, mas não impedem a amamentação.

5 - O bebê deve mamar a cada 3 horas.

O bebê deve mamar sempre que desejar: Hoje trabalha-se com o conceito de livre demanda para alimentação da criança, sem horários pré-estabelecidos, atendendo as necessidades calóricas e emocionais do bebê, quando ele quiser e pelo tempo que ele quiser.

 

Fonte: Ministério da Saúde

Voltar

TODOS DIREITOS RESERVADOS À VERTE|SAÚDE COPYRIGHT 2019