Período tem como objetivo promover a inclusão e o combate ao preconceito aos mais de 45 milhões de pessoas com deficiência no Brasil

Cerca de 77% das pessoas com deficiência se sentem desrespeitadas no Brasil, as informações são da última pesquisa realizada pelo DataSenado com base no cadastro do Instituto Brasileiro dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Visando desconstruir os preconceitos e promover a igualdade e inclusão dessas pessoas na sociedade é que desde 1964 foi instituída de 21 a 28 de agosto, a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

 

São 45 milhões de pessoas com deficiência no Brasil, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Porém, pouco mais de 403 mil estão empregados, representando menos de 1% dos deficientes que exercem uma função profissional apesar da obrigatoriedade legal.

 

A psicóloga da Verte Saúde, Karen Dedavid, acredita que a inclusão de pessoas com alguma deficiência no ambiente profissional será vista com maior naturalidade ao longo do tempo: “No trabalho, políticas de inclusão ainda são muito recentes, acredito que nas próximas gerações a adaptação seja muito maior. ” Ela também ressalta o impacto positivo de um trabalho formal na vida de um deficiente: “A pessoa se sente produtiva e inserida na sociedade, aumentando muito sua autoestima. ”

 

Para Karen, a educação pode ser a forma de mudar o pensamento da sociedade, de aceitarmos a diferença como algo natural e acabar com o preconceito: “A sociedade como um todo precisa se educar, só assim estará preparada para receber essas pessoas e entender que todos somos diferentes. Nós também temos nossas deficiências como seres humanos, elas só não são tão visíveis”.

 

Fonte: Psicóloga da Verte Saúde, Karen Dedavid.

Fontes externas: Governo do Brasil e Instituto Brasileiro dos Direitos das Pessoas com Deficiência.

Voltar

TODOS DIREITOS RESERVADOS À VERTE|SAÚDE COPYRIGHT 2019