Brasil registra mais de 10 mil casos da doença e preucupam autoridades; 

 

 

O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estão promovendo uma ação junto às operadoras de planos de saúde para a disseminação de informações sobre o sarampo aos seus beneficiários e a correta notificação dos casos suspeitos às secretarias de saúde locais.

 

O sarampo não tem cura, e a melhor maneira de combatê-lo é por meio da vacinação. O Ministério da Saúde disponibiliza gratuitamente as vacinas tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e a tetra viral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela). Elas são parte do Calendário Nacional de Vacinação e estão disponíveis durante todo o ano nos postos de saúde do País.

 

 

 

A população e os profissionais de saúde precisam ficar atentos aos principais sintomas da doença como:

- Febre alta;

- Dor de cabeça;

- Manchas vermelhas, inicialmente no rosto e atrás das orelhas, em seguida, se espalhando pelo corpo;

- Tosse;

- Coriza;

- Conjuntivite;

- Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal, 1 a 2 dias antes ao aparecimento das manchas vermelhas;

 

Consulte seu médico em caso de dúvida.

Voltar

TODOS DIREITOS RESERVADOS À VERTE|SAÚDE COPYRIGHT 2019